Cità del Vaticano

Praça de São Pedro, Cidade do Vaticano

Musei Vaticani

Conforme subia as escadas que ligavam a estação de metro de Ottaviano San Pietro à superfície, sentia o ar quente que tomava o sentido contrário. A luz intensa faz com que os olhos se acomodem lentamente. Ao mesmo tempo que me habituo à luz, reparo nas pessoas que seguem num só sentido. Uma placa amarelada indica: Musei Vaticani.

Comprei o bilhete pela Internet, evitando assim as filas intermináveis para entrar num dos mais importantes museus do mundo. Passo sorrateiramente pelas pessoas que esperam com ar impaciente sob um sol abrasador e ignoro a quantidade de guias que oferecem os seus serviços.

Contrôlo de segurança. Sigo em frente. Um dos elementos da segurança separa-me da minha mochila. Detesto quando tenho de a deixar para trás. Recolho o audioguia, pelo qual se paga 7€, e dou um passo em frente. Estou da Cidade do Vaticano…

O Vaticano é a sede da Igreja Católica e existe como Cidade Estado desde 1929, com o tratado de Latrão. Com cerca de 800 habitantes é o menor Estado do Mundo. É deveras estranho, um Estado só de Padres… tão pequeno, mas com um poder enorme.

Escada Helicoidal, desenhada pelo italiano Giuseppe Momo, dá acesso aos Museus do Vaticano

O museu dispensa qualquer tipo de apresentação. As cerca de 5 horas que passo no seu interior parecem voar. Dedico uma parte substancial do tempo a admirara as fabulosas “Stanze di Raffello, a sua Escola de Atenas que eu tantas vezes vi estampada no livro de filosofia. Por fim chega a Capela Sistina. Aqui se elegeram e elegem os Papa. Os cardeais permanecem fechados à chave na capela Sistina até que “haja papa”, no muito famoso Conclave. A Capela Sistina é uma obra magnífica, onde as centenas de pessoas que se acomodam, a toda a hora, no seu interior, não permitem que seja admirada em todo o esplendor. Custa a crer que esta tenha sido obra de homens, há 5 séc.  As máquinas fotografias disparam continuamente, mesmo contrariando as ordens explícitas, e os pescoços erguiam-se esguios na direcção do céu, na direcção da Criação do Mundo, com esse sopro divino.

A escola de Atenas, na "stanza della segnatura" de Rafael

A criação do Mundo, pormenor dos tectos da Capela Sistina

 

 

O início da tarde estava quente e depois de umas horas no interior do museu, o corpo demorou a adaptar-se. Atravesso a Praça de S. Pedro à procura duma sombra e reparo na fila que se gera para entrar na Basílica, uma espécie de “meca” para os Católicos. A praça oval é ladeada por centenas de colunas, magistralmente pensadas por Bernini. A disposição das mesmas e a geometrias dos motivos no chão fazem com que pareçamos protegidos por todos os lados, de frente para a grandiosidade da Catedral.

Vista da Cúpula da Basílica de São Pedro

A Basílica de São Pedro está edificada sobre a antiga basílica de Constantino, que por sua vez, segundo a tradição, foi erigida no local onde supostamente S. Pedro terá sido cruxificado. De pernas para o ar, por não ser digno de morrer da mesma foram que o seu Senhor, Jesus. 

Aqui, uma das colinas de Roma, a Colina do Vaticano, recebeu outrora um dos maiores “circus” da história do império romano, o circo de Nero, onde muitos cristãos foram executados (não havia execuções de cristãos no Coliseu). Dentre os mártires mais famosos, o mais ilustre foi São Pedro, crucificado de cabeça para baixo no seu muro central por volta de 64-67 d.C.Apetece-me subir à cúpula da basílica, mas lembro-me que hoje é o último dia do Roma Pass… desisto da basílica, fica para amanhã.

Castelo de Santo Ângelo, bastante conhecido depois do filme Anjos e Demónios, baseado no livro de Dan Brown.

 Galleria Borguese

Atravesso o centro histórico em direcção a Villa Borghese, passando pelo famoso Castelo de Santangelo. Neste manto verde a fazer lembrar os parques londrinos, encontra-se uma das galerias de arte mais importantes do Mundo, a Galleria Borguese. Como tenho o RomaPass, a minha vida facilita-se. Não necessito de marcar a visita previamente. É só chegar, deixar a mochila e disfrutar.

A galeria alberga uma parte substancial da colecção de quadros e esculturas da família Borghese, começada pelo Cardeal Scipione Borghese, o grande “patrono” de Bernini e um coleccionadosr afincado das obras do mestre Caravaggio. Na galeria podemos encontrar um grande acervo de obras, além de Bernini, de Caravaggio, Leonardo da Vinci, Raffaello, Rubens, Tiziano, etc.

Venus Victrix, Antonio Canova

Entre elas fascinou-me a impressionante Venus Victrix, de Canova, o quadro Boy with a Basket of Fruit, de Caravaggio, da Deposição de Rafael… Mas estes dias em Roma abriram-me a mente para um génio do cisel e do mármore: Bernini. Na sua escultura Apollo e Daphne, as personagens ganham vida e parecem transforma-se lentamente em ramos e folhas, como na Metamorfose de Ovídio. Salta à vista a genialidade deste escultor, o seu conhecimento do corpo humano e a cultura pelos clássicos.

Apollo and Daphne Carrara's marble cm. 243 | Gian Lorenzo Bernini

Apollo and Daphne Carrara's marble cm. 243 | Gian Lorenzo Bernini

Esta galeria é um autêntico livro de arte, completamente aberto, diria mesmo, escancarado. Merecia muita, muita da minha atenção, mas o cansaço acumulava-se. Passeio pelos jardins que a rodeiam a Villa, os italianos fazem o jogging de final de tarde, os pais babados passeiam os filhos e eu regresso ao hotel. A aventura Italiana entra na recta final.

Mais informações sobre o espólio da galeria http://www.galleriaborghese.it/borghese/en/edefault.htm

Slideshow: Museus do Vaticano, Praça de São Pedro e Basílica

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s